Falta de oxigênio também é fruto do caos tributário no Brasil

Para compensar isenções a alguns setores e empresas, governantes encarecem outros; a saúde, por exemplo, acabou sobretaxada

No Amazonas, está faltando oxigênio nos hospitais. Mesmo assim, a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o oxigênio hospitalar no estado é de 18% se for produzido em outra unidade da federação. Para a produção local, é de 7%. Estaria tudo bem se a produção local desse conta da demanda, mas não deu, e repor os estoques tem um custo maior. No mundo louco dos impostos brasileiros, é assim que funciona. Até oxigênio é pauta da guerra fiscal. Mas não é exclusividade amazonense. Às pressas, o Confaz, conselho nacional formado pelas secretarias de saúde de 26 estados e do Distrito Federal, se reúne nesta quinta-feira para zerar o ICMS do oxigênio hospitalar.

Fonte: Fenacon

Nosso blog

DECLARAÇÃO AO COAF

DECLARAÇÃO AO COAF

Sobre o Coaf O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) é um órgão de deliberação coletiva com jurisdição

GOVERNO DO ESPÍRITO SANTO DIVULGA O NOVO MAPA DE RISCO COVID-19

GOVERNO DO ESPÍRITO SANTO DIVULGA O NOVO MAPA DE RISCO COVID-19

O Governo do Estado anunciou, na sexta-feira (08), o 39º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência entre segunda-feira

LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados

LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados

O que é a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais? Dê um “giro” pela lei e conheça desde